Mais de 60% dos empreendedores mineiros promovem a diversidade em suas empresas | ASN Nacional

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento (21 de maio), uma pesquisa realizada pelo Sebrae Minas aponta que 62% dos empreendedores mineiros estimulam ações para promover a diversidade, equidade e inclusão em suas empresas. Além disso, para 53% das pessoas entrevistadas, o tema é considerado muito relevante. A 2ª edição da pesquisa foi realizada entre os dias 08 e 23 de abril de 2024, com 392 empreendedores (entre microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas) de todo o estado.

Segundo o estudo, 62% dos empreendedores investem em ações voltadas para a igualdade racial, 52% estimulam ações em prol da igualdade de gênero, 43% em prol da inclusão de pessoas mais velhas, 40% investem em ações para a inclusão de pessoas com deficiência e 31% estimulam ações em prol de pessoas LGBTQIAPN+. Quando perguntados se pretendem investir em ações que promovam a diversidade nos próximos dois anos, 68% dos entrevistados afirmaram que sim. A ação mais citada foi a inclusão de pessoas mais velhas (37%), seguida pela igualdade racial (36%).

Os resultados nos mostram que o debate sobre o tema diversidade, equidade e inclusão vem crescendo no meio corporativo. Os pequenos negócios estão atentos à importância de implantar ações de diversidade, o que amplia as oportunidades de trabalho, reduz desigualdades e favorece a inclusão de grupos desfavorecidos ou minorizados.

Marcelo de Souza e Silva, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas.

A pesquisa revelou que 55% das pessoas entrevistadas têm empregados(as) ou prestadores de serviços. Dentre esses, 58% afirmaram que incluem algum tipo de diversidade no quadro de funcionários da empresa. Dentre os tipos de diversidade mais contemplados no quadro de profissionais, estão racial (40%), seguido por gênero (28%) e LGBTQIAPN+ (26%).

Resultados relevantes

Para mais da metade dos entrevistados (53%), o tema diversidade, equidade e inclusão é considerado muito relevante, um aumento de 3% em comparação com a 1ª edição da pesquisa. Apenas 14% afirmaram que este é um tema pouco relevante ou irrelevante.

A pesquisa perguntou, ainda, qual a primeira ideia que vinha à cabeça dos empreendedores sobre o tema diversidade. A ideia que preponderou foi a de que “somos todos iguais”, para 52% dos entrevistados. Apenas 13% das pessoas afirmaram que nunca pensaram a respeito, e 4% acreditam que é um tema passageiro.

Um ponto que chama atenção na pesquisa é que 72% das pessoas entrevistadas afirmaram que não possuem, em suas empresas, nenhum produto ou serviço voltados para pessoas LGBTQIAPN+, pessoas com deficiência, de corpos diferentes, negras ou mais velhas.

“Focar na diversidade traz muitos benefícios para as empresas, como a oportunidade de inserção em novos mercados, ao desenvolver produtos e serviços inclusivos para pessoas de grupos minorizados, por exemplo. Além disso, o aumento da criatividade e inovação é outro grande benefício, na medida em que a pluralidade de pessoas traz perspectivas e soluções diferenciadas para o negócio

Marcelo de Souza e Silva, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Minas.

“No entanto, ainda há desafios a serem superados para que as empresas consigam reestruturar sua cultura organizacional e se tornarem mais diversas e inclusivas”, acrescenta.

A pesquisa revelou, ainda, que 85% das pessoas entrevistadas afirmaram que nunca presenciaram nem sofreram ações ou discursos discriminatórios em suas empresas. Dentre as pessoas que sofreram discriminação, 47% são mulheres, 41% são pessoas negras e 37% são LGBTQIANP+.

Perfil das pessoas empreendedoras em Minas Gerais

A pesquisa traçou o perfil das pessoas empreendedoras em Minas Gerais. A maioria dos respondentes da pesquisa é cisgênero (55% homens e 43% mulheres), enquanto apenas 2% é transgênero ou não binário. Em relação a orientação sexual, 94% são heterossexuais e 6% são homossexuais, bissexuais ou pansexuais. A maioria das pessoas que empreendem se autodeclararam brancos (54%), e 46% se autodeclararam negras – sendo 36% pardos e 10% pretos.

Além disso, 99% das pessoas entrevistadas responderam que não pertencem ao grupo de pessoas com deficiência (PCD), e 94% declararam não ser uma pessoa neurodivergente. Dos 6% que possuem alguma neurodivergência, a grande maioria possui TDAH (82%), enquanto 14% declararam ter transtorno do espectro autista (TEA).

Ações do Sebrae Minas

No Sebrae Minas, diversidade, equidade e inclusão são valores centrais da instituição. Em 2018, foi criado o grupo de trabalho Sebrae de Plurais, com o objetivo de estimular a cultura da diversidade e tornar o ambiente corporativo mais criativo, inclusivo e inovador. O programa visa conscientizar e promover a diversidade no âmbito interno, e nas relações com os clientes e fornecedores da instituição. Entre as iniciativas, o programa busca desenvolver ações de sensibilização e letramento por meio de capacitações, palestras e encontros para os colaboradores em temas diversos, além de outras ações como censo da diversidade, clube do livro e curso de libras.

O Sebrae atua ainda em outras frentes, com o programa Sebrae Delas, que visa fomentar e estimular o empreendedorismo feminino, e com o Núcleo de Empreendedorismo Juvenil – NEJ, projeto social que oferece formação empreendedora a jovens da rede pública, em sua maioria jovens de periferia, pessoas negras e mulheres, além de pessoas com deficiência (PCD).

“O Sebrae Minas é uma instituição que tem cuidado com as pessoas, por isso, respeitamos as diferenças, valorizamos e buscamos ativamente mais diversidade, para cada vez mais atingir o nosso propósito de impulsionar o empreendedorismo para transformar vidas”, ressalta o presidente.

Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento

O Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e o Desenvolvimento foi declarado pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2002. Celebrado em 21 de maio, a data homenageia a riqueza das culturas do mundo e o papel essencial do diálogo intercultural para se alcançar a paz e o desenvolvimento sustentável.

Assessoria de Imprensa Sebrae Minas

Karla Lamounier

(31)3379-9139/9271/9275

[email protected]

Prefeitura de Gurupi

  • Related Posts

    Summit Bio é aberto em Santarém debatendo sustentabilidade na região amazônica | ASN Nacional

    Foi aberto nesta quinta-feira (13), no Centro e Convenções Sebastião Tapajós, em Santarém, região oeste do Pará,o Summit Bio, evento realizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas…

    Vendas avançam 0,9% em abril no comércio e pequenos negócios aproveitam momento de alta | ASN Nacional

    O comércio está em alta em 2024. É o que aponta a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quinta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em…

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Economia

    Harnessing the Power of Wind Energy

    Harnessing the Power of Wind Energy

    The Golden Gate’s Timeless Majesty

    The Golden Gate’s Timeless Majesty

    Ultimate Sports Ground Experience

    Ultimate Sports Ground Experience

    Future of Work Like Remote Collaboration Tools

    Future of Work Like Remote Collaboration Tools

    Navigating the Landscape of Cryptocurrency Trends

    Navigating the Landscape of Cryptocurrency Trends

    Plant Based Alternatives Reshaping Food

    Plant Based Alternatives Reshaping Food