Indicações Geográficas de Café terão Instituto para alavancar comércio no Brasil e no exterior | ASN Nacional

Promover, valorizar e reposicionar o café especial que possui origem controlada no mercado local e externo. Este é o objetivo do Instituto das Regiões Produtoras de Café do Brasil com Indicação Geográfica (IGs), que foi lançado na sexta-feira (31), em Franca (SP). A iniciativa é resultado do encontro de 14 associações no projeto Digitalização das IGs de Café, plataforma que está sendo desenvolvida com o apoio do Sebrae, da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e do Instituto CNA.

As IGs serão as protagonistas do Instituto. Será um movimento que engloba toda a cadeia, nacional e internacional para a comercialização dos produtos diretamente para outras empresas e para o consumidor, engajando todos os elos da cadeia na utilização e reconhecimento da origem controlada. A partir de agora, eles terão um processo que envolve comunicação, estratégia, educação e governança.

Hulda Giesbrecht, analista de inovação do Sebrae

Atualmente, as regiões produtoras com origem controlada estão em cinco estados, envolvem 411 municípios e quase 100 mil produtores, que em sua maioria são pequenos negócios.

Jean Vilhena Faleiros, produtor de café da família Eldorado, na divisa entre Minas Gerais e Espírito Santo, foi eleito o presidente do Instituto pelos próximos três anos e explica como pretende trabalhar. “O objetivo é nos voltarmos para a cadeia inicial, para o produtor de café das regiões de origem controlada”, disse.

A nossa união não poderia acabar somente com o projeto de Digitalização, porque a gente conseguiu, através dessa união, vários benefícios como a participação em feiras internacionais, mais representatividade. Devido à força do nosso grupo, estamos nos organizando como Instituto que represente o produtor de café do Brasil, para que possamos nos fortalecer.

Jean Vilhena Faleiros, produtor de café da família Eldorado

Plataforma Digitalização das IGs

Em breve, a ferramenta vai reunir as informações sobre os sabores e as características singulares dos cafés especiais com origem controlada: procedência, aroma, cultura, terroir, qualidade, região de produção, se o produtor tem preocupações sociais e ambientais, além de possibilitar a rastreabilidade dos produtos. A empresa Agtrace foi a empresa selecionada para desenvolver o sistema da plataforma de rastreabilidade das IGs de café.

Indicações Geográficas

As Indicações Geográficas (IG) são ferramentas coletivas de valorização de produtos tradicionais vinculados a determinados territórios. Elas possuem duas funções principais: agregar valor ao produto e proteger a região produtora.

O sistema de Indicações Geográficas promove os produtos e sua herança histórico-cultural, que é intransferível. Essa herança abrange vários aspectos relevantes: área de produção definida, tipicidade, autenticidade com que os produtos são desenvolvidos e a disciplina quanto ao método de produção, garantindo um padrão de qualidade. Tudo isso confere uma notoriedade exclusiva aos produtores da área delimitada.

Prefeitura de Gurupi

  • Related Posts

    Summit Bio é aberto em Santarém debatendo sustentabilidade na região amazônica | ASN Nacional

    Foi aberto nesta quinta-feira (13), no Centro e Convenções Sebastião Tapajós, em Santarém, região oeste do Pará,o Summit Bio, evento realizado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas…

    Vendas avançam 0,9% em abril no comércio e pequenos negócios aproveitam momento de alta | ASN Nacional

    O comércio está em alta em 2024. É o que aponta a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada nesta quinta-feira (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em…

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Economia

    Harnessing the Power of Wind Energy

    Harnessing the Power of Wind Energy

    The Golden Gate’s Timeless Majesty

    The Golden Gate’s Timeless Majesty

    Ultimate Sports Ground Experience

    Ultimate Sports Ground Experience

    Future of Work Like Remote Collaboration Tools

    Future of Work Like Remote Collaboration Tools

    Navigating the Landscape of Cryptocurrency Trends

    Navigating the Landscape of Cryptocurrency Trends

    Plant Based Alternatives Reshaping Food

    Plant Based Alternatives Reshaping Food